quinta-feira, 7 de maio de 2020

MANTIDA CONDENAÇÃO DE LULA

O Tribunal Regional Federal da 4ª Região, através da 8ª Turma, negou a unanimidade embargos de declaração apresentados pelos advogados do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Neste processo, Lula foi condenado a 17 anos de prisão, no caso de Atibaia, e a punição foi mantida. Os advogados chegaram a invocar fato novo, para arguir suspeição, consistente no depoimento do ex-ministro da Justiça, Sergio Moro, mas não foi aceito. Encontra-se com o juiz Antonio Bonat, pronto para sentença, o processo do Instituto Lula e um apartamento, vizinho ao que mora o ex-presidente, em São Bernardo/SP, há mais de ano.

O juiz Luiz Antônio Bonat, que ocupou a vaga deixada por Sergio Moro, na 13ª Vara Federal, tem mais de 50 ações e algumas prontas para sentença, há meses; desde que assumiu o cargo, mais de um ano, julgou apenas um caso e não se verificou nenhuma nova fase da operação, neste ano de 2020, ocorrência não registrada desde 2014, quando começou.

A primeira e única sentença, proferida por Bonat, deu-se em fevereiro/2020, na qual João Vaccari Neto, ex-tesoureiro do PT, foi condenado a sete anos de prisão pela prática dos crimes de corrupção e lavagem de dinheiro.

Nenhum comentário:

Postar um comentário