segunda-feira, 11 de março de 2019

URUGUAI, DIFERENTE DA ARGENTINA

A Argentina possui área territorial de 2.766,889 km2 e população de 40.276.376, enquanto o Uruguai tem 176.220 km2 com 3.360.854 habitantes. Esses dois países passaram por transformações significativas nos últimos anos; a Argentina enfrenta dificuldades, tais como o Brasil, porque governada por políticos inescrupulosos e sem compromisso com a grita popular. O Uruguai teve modificações para melhor e não se registraram os escândalos de corrupção, anotados nos dois gigantes do continente. 

A Argentina foi governada por Nestor e depois sua mulher, Cristina Kirchner entre 2003 e 2015 e eles são responsáveis pelo cenário de degradação do país, nas áreas econômica, social e política; a mulher de Nestor, já falecido, depois que deixou a presidência do país, elegeu-se senadora, causa pela qual não está presa, em função do foro especial; ela é acusada em vários processos de corrupção. 

O Uruguai nesses últimos 15 anos tem sido governado pela Frente Ampla, coalizão das esquerdas; o início deu-se com o atual presidente, em final de mandato, Tabaré Vázquez, em 2004, que fez sucessor em 2009, com José Mujica; em 2014, Tabaré volta ao governo e neste ano de 2019, apesar da paz política, social e econômica que desfruta o país, a Frente Ampla terá dificuldade de continuar no poder. 

Entre as duas potências, Brasil e Argentina, que atravessam sérias dificuldades econômica e política, o Uruguai, retrata o inverso, pois goza de paz social, política e econômica. Nos primeiros anos desta década, Brasil e Argentina afundaram em crises de corrupção e descrédito dos homens públicos; o Uruguai, pelo contrário, passa por momentos de crescimento, mesmo não tendo petróleo ou cobre, mas serviu-se da soja, do gado e do turismo para obter estabilidade que desfruta no momento, sem nenhum escândalo de corrupção. 

O turista que visita os dois países sente a pobreza insana da população da Argentina, em confronto com o equilíbrio do povo uruguaio. Nos passeios das principais avenidas de Buenos Aires, vê-se homens e mulheres com crianças, servindo-se de colchões velhos e apetrechos para dormir em plena rua, cenário que não se visualiza em Montevidéu. A tranquilidade de Montevidéu confronta com o temor em Buenos Aires. 

José Mujica, que tem vida simples, desfruta da popularidade do politico de bom discurso, é conhecido por Pepe Mojica, foi guerrilheiro do grupo Tupamaros, e ficou preso por 14 anos, poderá apresentar-se para ser sucessor de Tabaré, repetindo a troca de poder entre os dois, nesses últimos anos. Pela oposição, nas eleições deste ano, fala-se na candidatura de Julio María Sanguineti, que deixou o governo do país há 18 anos; Sanguineti foi um estadista é o comentário que se ouve de muitas pessoas do povo em Montevideu, mas tem 83 anos de idade. Bem verdade que Mojica também conta com 84 anos. 

Sanguineti, do Partido Colorado, ou Luis Alberto Lacalle Herrera, do Partido Blanco, que governou o Uruguai entre 1990/1995 e perdeu para Mojica, poderão defrontar-se nas próximas eleições. Da Frente Ampla, fala-se também em Danilo Astori, que foi vice-presidente de Mojica. 

Enfim, espera-se que o Uruguai não enfrente os problemas graves que atravessam Brasil e Argentina. 

Montevidéu, 09 de março de 2019. 

Antonio Pessoa Cardoso 
Pessoa Cardoso Advogados. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário