sábado, 10 de agosto de 2019

PRESIDENTE DA OAB DESDIZ O QUE DISSE

O presidente da OAB, Felipe Santa Cruz, publicou Nota, ontem, logo depois que o ministro Moro pediu à Procuradoria-geral da República para investigar sua conduta de agressão. Santa Cruz, em ato de nítida covardia, escreve que "não teve, em qualquer momento, a motivação de ofender a honra do ministro Sergio Moro. Ao contrário, a crítica feita foi jurídica e institucional, por meio de uma analogia e não imputando qualquer crime ao ministro. 

Interessante, o advogado afirma que o ministro agia como se estivesse “bancando o chefe de quadrilha”, e depois vem com Nota para afirmar que não se tratou de ofensa mas de "crítica jurídica". Esse presidente da OAB estaria mais amparado se fosse deputado do PT para fazer parte do grupo da deputada petista Gleisi Hoffmann.

Nenhum comentário:

Postar um comentário