quinta-feira, 8 de agosto de 2019

DIFICIL APROVAÇÃO DE EDUARDO PARA EMBAIXADA

Um total de 40 dos 81 senadores assinou PEC que impede a nomeação para "cargo em comissão ou a designação para função de confiança, no âmbito do mesmo órgão, ou, no caso da administração indireta, da mesma entidade, de cônjuge, companheiro ou parente em linha reta, ou colateral ou por afinidade, até o terceiro grau"; a aprovação dessa PEC, que já foi protocolada, significará a reprovação do filho do presidente, Eduardo Bolsonaro, para a embaixada em Washington. Para aprovação de Eduardo são necessários 41 votos no Senado, mas antes o documento deverá ser submetido à Comissão de Relações Exteriores para oferecer um parecer sobre o tema. O presidente Jair Bolsonaro ainda não oficializou a indicação.

Nenhum comentário:

Postar um comentário