sábado, 12 de agosto de 2017

MAGISTRATURA E MINISTÉRIO PÚBLICO PROTESTAM

Os magistrados e os membros do Ministério Público protestaram contra o STF, porque vetou a recomposição salarial para o orçamento de 2018. Classificam de “equivocada” a posição do STF, vez que “coloca sob as costas das categorias o peso da crise instalada no País”. Dizem que as duas categorias vem lutando “para corrigir os rumos desse País…”, mas o STF colabora para desautorizar o projeto de lei de recomposição salarial.

Interessante é que as duas categorias, Magistratura e Ministério Público queixam-se de carregar o peso da “crise instalada no País”, mas esquecem-se que os mais sacrificados são as classes média e pobre, que pagam caro pela moradia; juizes e promotores recebem auxílio moradia; planos de saúde; juízes e promotores usufruem desse benefício; educação, juízes e promotores tem verba para manter seus filhos em boas escolas, como se anotou nesse blog, sobre a vantagem da magistratura carioca. Salários, ninguém ganha tão bem como os magistrados e os membros do Ministério Público.

Nenhum comentário:

Postar um comentário